O Bolsa Família e o coronelismo

Por Marco Antonio L.

A Bolsa ou a Vida (II)

Por Urariano Mota - Recife, No Blog de Um Sem-Mídia

Recife (PE) - Esta semana, a socióloga Walquiria Leão Rego pôs uma luz científica no programa Bolsa Família, desenvolvido pelo governo Lula. Por ocasião do lançamento do seu livro  e de Alessandro Pinzani, “Vozes do Bolsa Família”, Walquiria foi entrevistada pela Folha de São Paulo. Ali, ela afirmou que o Bolsa Família é uma ação de Estado que enfraquece o coronelismo. Espanto geral. Como assim? O programa assistencialista, o Bolsa Esmola, como o PSDB e assemelhados o chamam, que incentiva a vadiação, como poderia diminuir o poder dos chefões no Brasil profundo?

Imaginem o assombro. Os de melhor renda no Brasil são useiros e vezeiros em falar que as mulheres do povo agora querem ter mais filhos somente pra mamar no dinheiro do governo. Perdoem a forma chula de expressão, mas é assim que a nossa educada elite se expressa em público. Na intimidade, entre os da sua marca, a coisa é mais feia.  O “povo”, que são sempre os outros, aos quais os ricos e meio ricos não se misturam, a gentinha de celular e com motos atrapalhando o trânsito, são a própria afirmação de votos de cabresto, que seriam mantidos pelo Bolsa Família, nos governos populistas de Lula e Dilma. Imaginem na Copa. Que vergonha, os que não deveriam passar da copa, da cozinha, a se exibir nas ruas com os filhos pagos pela Bolsa Esmola.

Pois a patadas do gênero respondeu a pesquisa de 5 anos do livro “Vozes do Bolsa Família”, nas palavras de Walquiria Leão:

“O Bolsa Família mexeu com o coronelismo?

Sim, enfraqueceu o coronelismo. O dinheiro vem no nome da mulher, com uma senha dela e é ela que vai ao banco; não tem que pedir para ninguém. É muito diferente se o governo entregasse o dinheiro ao prefeito. Num programa que envolve 54 milhões de pessoas, alguma coisa de vez em quando [acontece]. Mas a fraude é quase zero. O cadastro único é muito bem feito. Foi uma ação de Estado que enfraqueceu o coronelismo. Elas aprenderam a usar o 0800 e vão para o telefone público ligar para reclamar. Essa ideia de que é uma massa passiva de imbecis que não reagem é preconceito puro”.

Ainda assim, há quem argumente que o programa Bolsa Família reforça o coronelismo, de Lula e Dilma, que seria um governo – para a direita brasileira é assim, Lula e Dilma são uma só pessoa - cujo objetivo é dominar o povo brasileiro para entregá-lo aos corruptos, de Cuba e dos comunistas em geral. Esse nível de argumento é de uma pobreza e estupidez tamanha que difícil é respondê-lo. Entendem? Seria algo como provar a um homem que a terra é redonda, apesar de ele só ver lugar plano. No cerne desse preconceito está a ideologia de que o povo é imbecil, por um lado. Por outro, que ele não pode receber políticas compensatórias que amenizem uma exclusão secular, porque tais políticas seriam puramente eleitorais".  Dizer o quê, amigos?

O senador Jarbas Vasconcelos certa vez declarou à Veja que “há um restaurante que eu frequento há mais de trinta anos no bairro de Brasília Teimosa, no Recife. Na semana passada cheguei lá e não encontrei o garçom que sempre me atendeu. Perguntei ao gerente e descobri que ele conseguiu uma bolsa para ele e outra para o filho e desistiu de trabalhar. Esse é um retrato do Bolsa Família”. E sobre isso escrevi uma reportagem publicada na Carta Capital, em que relatava a minha busca inútil, cômica, do garçom rico de Bolsa, depois de horas a entrar em beco e sair em beco.    

Naquela reportagem, que reduzida está no Direto da Redação, Clique aqui pude observar que  o valor máximo do Bolsa Família era então de 182 reais por família. Isso significava que o garçom afortunado, se profundamente carente, trocaria seus cerca de dois mil reais por mês pela fortuna de 182. Porque a Bolsa é concedida por família, não seriam duas Bolsas, uma para o garçom, outra para o seu filho, como declarou a nobre ética do ainda mais nobre senador.

Para encerrar, nada melhor que as palavras da socióloga, quando contou uma ternura  testemunhada em um homem miserável no Vale do Jequitinhonha:

“Uma pesquisadora sobre o programa Luz para Todos, no Vale do Jequitinhonha, perguntou para um senhor o que mais o tinha impactado com a chegada da luz. A pesquisadora, com seu preconceito de classe média, já estava pronta para escrever: fui comprar uma televisão. Mas o senhor disse:

`A coisa que mais me impactou foi ver pela primeira vez o rosto dos meus filhos dormindo; eu nunca tinha visto`.

Essa delicadeza... a gente se surpreende muito”. 

Nenhum voto
39 comentários
imagem de Urataú Marques
Urataú Marques

É, eu entendi sim, a idéia nunca foi acabar com o coronelismo e sim se apossar do poder dos coronéis. Essa ótica é faxista, e tem como objetivo sim, assumir o poder corrupto das oligarquias contra quem essa dita esquerda passou a vida dizendo-se contra. Muito útil trocar milhares de coroneiszinhos Brasil a fora, por um único coronel e o coronel não é o Lula ou a Dilma, é o PT que tem um projeto conhecido de se tornar um partido único através do tal centralismo democrático copiado do PC Soviético. Essa gente nunca esteve a favor da democracia, o que sempre defenderam e tentam inplantar é a ditadura deles.

 
 
imagem de Antônio Manoel Góes
Antônio Manoel Góes

 Neonazifascistas  sem causa odeiam o PT, Lula e Dilma. Canalhas que perderam o bonde da História...

 
 
imagem de LuizCarlosDias
LuizCarlosDias

Se não fosse a bolsa familia os ricos e poderosos seriam mais ricos e poderosos,

esse dinheiro seria so deles, como dizem sempre, são eles mercedores

porque constroem o Brasil.Viva Lula/Dilma e depois Haddad.

 
 
imagem de Weslei
Weslei

Como pode alguém reclamar que uma família receba míseros R$ 182, quem vai sair de um emprego para ganhar essa míseria??? Não recebo bolsa família, mas conheço pessoas que recebem, e sim, precisam desse dinheiro. Pode ser que haja fraude, mas não se pode condenar e chamar de pão e circo esse beneficio, porque tem pessoas que realmente precisam.

Hoje o valor máximo e de R$ 306 em uma família é pouco. Hoje estou desempregado, mas ganhava quase 2 (dois) sálarios minino e achavo pouco é por isso que contínuo estudando, mas tem gente que consegue no máximo terminar o ensino médio com pouca chance de entrar numa faculdade pública e não menos pagar uma particular.

As pessoas deveriam práticar pelo menos um pouco a empatia!

 
 
imagem de lidia virni
lidia virni

Josimar, você é 10. e ninguém fala dos maias de um milhão e meio de famílias que já devolveram o cartão do Bolsa Família porque melhoraram de vida e já não dencessitam dele, segundo a FGV.

 
 
imagem de JC
JC

Os PTCR são a resposta dos neo-liberais para a fome, para a miséria, para a pobreza. 

Podem até acabar com o coronelismo no Brasil, mas não são a solução de nada. Não existe solução para a pobreza no capitalismo. Esqueçam. O máximo que conseguiram foi essa pobreza aceitável e subsidiada, que traz um pouco de leveza para as consciências. Só isso.

 

‘Los partidos políticos institucionales son el bioshacker de la lucha por la libertad’

 
imagem de Angelo G.Frizzo
Angelo G.Frizzo

PARA vocês globidiotase capitalistas do submundo mundo,  a serviço dos chefes que moram em  outros lugares, seria bom que os Pobres morressem de uma vez, preferencialmente a chibatadas ou de fome, como foi durante 502 anos.

Nos países ricos(?) como a Alemanha, EUA, e outros Europeus, o bolsa familia é uma realidade ha décadas. Ninguém fica desempregado e SEM salário. Todo mundo recebe uma boa grana do Governo - muito mais, mas muito mais mesmo que o B.Familia - para não passar necessidades. Essa afirmação foi feita por MUHAMMAD YUNES em entrevista a w.wack na globonews semanas atrás, quando o idiota estava fazendo afirmações parecidas com as da direita brasileira(contumazes sonegadores e ladrões do dinheiro público).

 

 
 
imagem de JC
JC

Não adianta você querer me ofender.

Não foi na Globo que apredi sobre os PTCR e sua função no mundo globalizado. Foi na biblioteca digital do World Bank. Está tudo lá. Mas é óbvio que você não conhece, afinal, passa seus dias assistindo o william Waak e babando em frente a TV.

E eu é que sou globidiota. Heheheheh

Querer comparar nossos PRTC com o welfare state...

Benza Deus.

 

‘Los partidos políticos institucionales son el bioshacker de la lucha por la libertad’

 
imagem de nelson martins
nelson martins
 
 
imagem de Eduardo Ribeiro
Eduardo Ribeiro

Outro efeito nefasto do bolsa familia, eh o conceito de que um grupo da populacao deve ao outro grupo. Num ambiente de desreito a propriedade privada que vivemos, o crime se justifica. Quando uma pessoa que se julga menos favorecida rouba o celular de uma outra que ele julgue em melhor situacao ele esta apenas fazendo a tao falada justica social. O crime passa a ser justificado.

 
 
imagem de cezar
cezar

95 da bolsa familia é para as mulheres..Mais de 1milhão delas saiu por conta do bolsa familia..Além de tudo as mulheres emanciparan-se.Deram um pontapé na bunda do macharedo incomodadito  e tocou a vida

 
 
imagem de JC
JC

Não foi isso que a ONU detectou no seu relatório anual Global Employment Trends for Women de 2012.

As mulheres que começam a ser excluídas dos PTCR no mundo todo porque seus filhos atingiram a uma idade e elas não se encaixam mais nos requisitos dos programas, depois de 10 anos recebendo o benefício, estão numa situação de empregabilidade pior do que antes. Simplesmente porque nesse período não houve adequada atenção no preparo dessa mulheres para um período posterior ao benefício.

Então, não houve emancipação nenhuma.

 

‘Los partidos políticos institucionales son el bioshacker de la lucha por la libertad’

 
imagem de W K
W K

Uma coisa que não se fala a respeito do bolsa-família, mas só desempregado que tem família e está sem dinheiro sabe: numa situação assim, ele tem dois problemas para resolver, arrumar ocupação, e ao mesmo tempo arrumar comida para sobreviver, o que ele tem que realizar simultâneamente. Isto é, um dos dois problemas fatalmente será negligenciado.

Tendo o bolsa-família, ao menos a comida está arranjada, e assim este cidadão pode se dedicar a 100% em resolver a questão da ocupação. Assim, numa entrevista não precisa mais dizer que está pasando fome, o que não é de modo nenhum agradável. 

Conseguindo a ocupação, o bolsa-família se torna supérfluo.

Lembro ainda que, a grande leva de imigrantes ao Brasil desde a independência foi provocada justamente pela fome - fome na Itália, em Portugal, na Espanha, na Alemanha, etc. 

Se por lá existisse o bolsa-família naquelas épocas, o Brasil possivelmente seria como o Canadá - grande e pouco povoado, e a Europa seria uma imensa Índia. 

 
 
imagem de Lionel Rupaud
Lionel Rupaud

"Os de melhor renda no Brasil são useiros e vezeiros em falar que as mulheres do povo agora querem ter mais filhos somente pra mamar no dinheiro do governo. Perdoem a forma chula de expressão, mas é assim que a nossa educada elite se expressa em público. Na intimidade, entre os da sua marca, a coisa é mais feia. "

O pior é que é o que eu escuto nas minhas andaças na tucanópolis...

 
 
imagem de Eduardo Ribeiro
Eduardo Ribeiro

So mudou o Coronel, nada mais. Antes era o dono da terra agora o politico da situacao. O que vai realmente  libertar essas pessoas eh o capitalismo, livre mercado, propriedade privada, menos governo e liberdade para escolher o melhor futuro para elas. 

 
 
imagem de Paulo Guedes
Paulo Guedes

Cara, não acredito no que li.

O Brasil está mudando. Pense novo. Pense mais. Pense melhor.

 
 
imagem de MThereza
MThereza

Essa história de citar um exemplo e achar que todo mundo age da mesma maneira, é de doer. Claro que tem gente que não gosta de trabalhar - rentistas, por exemplo e seus "herdeiros". Claro que tem prefeitos que podem se "vingar" de alguém e excluir do benefício. Mas, tem o outro lado. Sempre tem. Tinha um moço que fazia pequenos serviços de eletricista, bombeiro, essas coisas, no prédio onde moro. Um dia, liguei para pedir um serviço e ele disse que não podia, porque estava trabalhando de carteira assinada e só tinha tempo no fim de semana. E tem o exemplo da senhora de Pombal/PB, que saiu aqui no blog. Foi à prefeitura devolver o cartão do bolsa família, porque não precisava mais. A prefeita disse para ela fazer isso na rádio. Ela foi e mais de 300 pessoas também devolveram. À medida que as políticas de descontração da riqueza forem se consolidando, que os filhos do bolsa família forem tendo acesso a mais e mais escolaridade, melhor renda por emprego ou empreendorismo, menor vai ser a força tanto dos coronéis dos grotões, como de governos que desejem apenas fazer uso eleitoreiro de políticas distributivas. Então, o bolsa família reduz o poder de coronéis e vai, acho que em breve tempo, mudar mais ainda a cara do Brasil e seu povo. E alguns não vão gostar.

 
 
imagem de fabio GM
fabio GM

Ela esqueceu de dizer que favorece o assistencialismo e provoca medo nas pessoas no caso de perde a ajuda, quantos politicos devem chegar e dizer, votem no PT ou nos candidatos apoiados pelo PT, senão o bolsa familia acaba.

E no causo de senador, pode ser que seja verdade, pois uma pessoa simples ( pobre ) pode não saber o real valor do dinheiro, para uma pessoa que não tem nada, ganhar 100 reais pode ser a melhor coisa do mundo.

Um caso que aconteceu comigo, contratei uma pessoa para fazer um pequeno serviço de pedreiro, iria pagar 100 reais por dia trabalhado, apos o 3° dia a pessoa sumiu, algum tempo depois encontrei ele e perguntei o que houve, ele disse que estava satisfeito com os 300 reais e que não queria mais fazer o trabalho, o trabalho era para ser feito em 10 dias, infelizmente as pessoas se contentam com pouco e acham que o que merecem é apenas aquilo e não querem lutar por mais.

 
 
imagem de E...
E...

[ quantos politicos devem chegar e dizer, votem no PT ou nos candidatos apoiados pelo PT, senão o bolsa familia acaba. ] Se alguém vota no perismo por causa disto é um completo imbecil

 
 
imagem de P Pereira
P Pereira

Agora, conta aquela do Jarbas.

 
 
imagem de Paulo Guedes
Paulo Guedes

"Votem no PT... senão o BF acaba."

Vc tem alguma dúvida?

O Aócio Never acaba de dizer que o BF precisa de ajustes e de melhor distribuição. É a senha para diminuí-lo e levá-lo à extinção.

 
 
imagem de alexandre toledo
alexandre toledo

Voce quer que eu acredite que o cara não quer ganhar 1000 reais, sem chance de perder o bolsa familia, por preguiça? me desculpe mas nessa eu não caio

 

alexandre toledo

 
imagem de fabio GM
fabio GM

Lamento, mais eu disse a verdade, existem pessoas que sao assim, preferem trabalhar pouco e ganhar algum dinheiro, para ele 300 reais ja eram suficientes para satisfazer seu desejos, e que para ele ja era o suficiente para viver uns dias. Infelizmente muitos devem pensar desta maneiro.

 
 
imagem de Adriana Maria Carvalho
Adriana Maria Carvalho

Comentário mais preconceituoso, existe gente pra tudo, tem mãe que põe filho para trabalhar no farou, isso não quer dizer que toda mãe faz isso!. 

 
 
imagem de alexandre toledo
alexandre toledo

Por isso que o desemprego esta batendo recorde não é? me perdoe mas é puro preconceito do Sr....

 

alexandre toledo

 
imagem de fabio GM
fabio GM

Me desculpe, preconceito de que?, não entendi a sua resposta, apenas relatei um caso que aconteceu. e acho que muitos podem se comportar como ele, infelizmente para algumas pessoas é mais facil atacar a pessoa que relata um problema do que discutir fomas de resolver o mesmo, antes de chamar alguem de ser preconceitooso ou de nome pejorativo pense antes.

 
 
imagem de Ulisses s
Ulisses s

O problema é que você comenta como generalizasse o caso do seu pedreiro. Não é por que um não quer trabalhar que o resto não queira. Estão todos trabalhando e ganhando bem melhor.

 
 
imagem de Udo
Udo

Sim, enfraqueceu o coronelismo. O dinheiro vem no nome da mulher, com uma senha dela e é ela que vai ao banco; não tem que pedir para ninguém. 

Mais ou menos. O cadastramento é feito pelas Prefeituras e o benefício não está disponível a todos que o desejam e precisam, logo a seleção pode ser tendenciosa. E a exclusão do programa pode ser desencadeada pela Prefeitura, se ela relatar descumprimento de condicionalidade.

 
 
imagem de Geraldo Galvão Filho
Geraldo Galvão Filho

O ponto fraco do Programa está na dependência de cadastro nas Prefeituras, mas é a única maneira de atingir todo o país, embora não atingia todos que necessitam do beneficio. O maior foco de corrupção está no município que faz negociata com empreiteiros e fornecedores em geral. E no Cadastramento do BF não é diferente: quem deveria receber não é incluído, e apaniguados do Prefeito recebem, mesmo não preenchendo os requisitos exigidos. Prefeitos honestos existem em todos partidos, mas as prefeituras do PSDB e DEMO são campeãs em corrupção. As auditorias da CGU estão ai para confirmar esse fato. Até o Kassab (não sei se ele continuo a pratica) a Prefeitura de S. Paulo boicotava o cadastramento no Bolsa Família, e outras prefeituras certamente faziam o mesmo.

 
 
imagem de Paulo Guedes
Paulo Guedes

Não me canso de dizer: é nos municípios que são gestadas as maiores patifarias. É nós municípios que a corrupção campeia sem controle.

São esquemas montados nos municípios, onde são aperfeiçoados, que são levados a outros níveis federativos.

O município tem que ser repensado e depurado.

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!