Bolsa Família deve ser política de estado, defende socióloga

Por Marcia

Da Carta Capital

'Bolsa Família deve ser direito constitucionalizado'

Em livro, socioóloga conta como o programa ajuda a reabilitar autoestima das mulheres beneficiadas

por Marsílea Gombata 

Uma das maiores vitrines dos governos Lula e Dilma Rousseff, o Bolsa Família deveria ser um direito constitucionalizado e não apenas um programa social. Quem defende a ideia é a socióloga Walquiria Domingues Leão Rego, professora da Unicamp e autora do livro Vozes do Bolsa Família (Editora Unesp), escrito em parceria com o professor de filosofia da UFSC Alessandro Pinzani.

“O Bolsa Família não deveria ser um programa de governo, mas uma política de Estado, assim como o salário mínimo”, explica Walquiria. O livro tem como foco a experiência das mulheres titulares do benefício.

Além de ter sido responsável pela retirada de mais de 36 milhões de brasileiros da pobreza extrema, o programa completa dez anos com o mérito de ter dado às suas beneficiárias um pouco mais de dignidade e autoestima.

“Essa pesquisa mostra que existe um grande sofrimento e uma parcela de cidadãos que sofre toda a sorte de humilhações. O Bolsa Família ajuda nesse sentidoe", explica a autora em entrevista a CartaCapital. “Imagine que elas não precisam mais pedir comida, por exemplo, e hoje podem comprá-la. Isso faz uma diferença muito grande.”

A pesquisa, que dialoga com teorias da filosofia e da sociologia – como a sociologia do by Text-Enhance" href="http://www.cartacapital.com.br/politica/bolsa-familia-deveria-ser-direito-constitucionalizado-defende-sociologa-755.html/#">dinheiro –, esbarra em consequências da miséria no âmbito moral e psicológico de seus atores. Como, à página 50, em que os autores concluem que “...uma situação de pobreza material aguda resulta em sentimentos de humilhação, em falta de autoestima e de autorrespeito e, mais em geral, num sentimento de alienação perante o seu mundo que pode até levar a perturbações psicológicas de vários tipos (não foi incomum em nossa pesquisa encontrarmos mulheres que apresentavam claros sintomas de depressão).”

Cientes de que, “no caso brasileiro, nossa pobreza, de modo geral, tem cor: é mulata, negra; e isso remete imediatamente à experiência da escravidão”, a análise se faz sobre mulheres muito pobres, que não tinham uma experiência importante decorrente de uma by Text-Enhance" href="http://www.cartacapital.com.br/politica/bolsa-familia-deveria-ser-direito-constitucionalizado-defende-sociologa-755.html/#">renda regular prevista antes de receber o benefício. “O que discutimos no livro é que o Bolsa Família, ao ser recebido em dinheiro, libera as mulheres”, afirma Walquiria. “O dinheiro tem essa função liberatória.”

Mas por que a escolha do Bolsa Família dentre as dezenas de programas sociais brasileiros? Segundo a autora, a eleição deu-se pelo grau de “autonomização” trazido pelo benefício em dinheiro. “Diferentemente de uma cesta básica, por exemplo, o dinheiro permite algumas escolhas que as mulheres não conheciam. Como comprar arroz em vez de macarrão”, exemplifica.

Autonomia política. Além do aspecto econômico, o Bolsa Família trouxe ainda independência política. Algumas mulheres, observa a autora, antes dependiam mais de coronéis para comer e sustentar suas famílias Hoje, diz, elas se libertaram dos chefes locais.

O estudo faz cair por terra quaisquer teses de que o benefício faria uma população dependente do Estado sem estimular sua autonomia ou mesmo a de que não se deve dar dinheiro aos pobres, uma vez que não saberiam como empregá-lo. “Isso é preconceito puro”, rechaça a pesquisadora.

As mulheres ouvidas comprovam o contrário: entre as 150 entrevistadas, somente duas afirmaram ter deixado de trabalhar para viver da bolsa. Elas gastam a verba prioritariamente com alimentos, em especial para as crianças.

Os autores ouviram, entre 2006 e 2011, mais de 150 mulheres cadastradas no Bolsa Família, nas regiões empobrecidas onde a circulação de dinheiro é escassa. São algumas delas: sertão e litoral de Alagoas, interior do Piauí e do Maranhão, periferias de São Luís e do Recife, e o mineiro Vale do Jequitinhonha, “onde as ruas e as casas são povoadas por cachorros famintos, galinhas com pescoços menores que um polegar, pintinhos do tamanho de beija-flores, gatos esqueléticos.”

A escolha da amostra se deu em torno de “beneficiárias que moram em áreas rurais ou em pequenas cidades do interior, por entender que sua situação se diferencia muito da dos pobres urbanos, objeto já de inúmeros estudos”, explicam os autores no livro.

“Essas regiões isoladas, onde não há nada, não têm fábricas ou trabalho. Ali precisaria de muito investimento público para, primeiramente, qualificar as pessoas que são analfabetas, observa Walquiria.

Ela avalia, no entanto, que o objetivo final do programa, de retirar as pessoas da extrema pobreza, foi alcançando. “É um primeiro passo importante e que significou muito. Basta lembrarmos de como o recente boato sobre o fim do Bolsa Família levou 1 milhão de pessoas a sacar dinheiro”, lembrou. “Isso mostra o significado decisivo e a importância da bolsa na vida dessas pessoas. Imagino o desespero em que ficaram com esse maldoso boato.”

Nenhum voto
33 comentários
imagem de FMG
FMG

E este é sobre a estrela-guia do aliancinha (e de toda a comunidade filogolpista):

Bomba! O mensalão da Globo!

http://www.ocafezinho.com/2013/06/27/bomba-o-mensalao-da-globo/

Acessem e repassem, pois não vai sair na "grande mídia"!!!

 

FMG

 
imagem de FMG
FMG

Para o aliancinha (e toda a comunidade filogolpista), como prova de afeição:

 

FMG

 
imagem de Severino Fernandes
Severino Fernandes

Muitos gostariam que esse menino tivesse nascido judeu e que tivesse sido exterminado nos campos de concentração nazista...

Outros lamentam que ele não tenha sido vítima da mortalidade infantil ou mais uma vítima do "destino manifesto" (experimentado por 99,9% dos pobres no Brasil). Pena para eles, não para o povo. (rs...)

Afinal onde já se viu pobre pensando na melhoria de pobre?... (rs...)

 
 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Mudou tanto o Brasil que milhares ou milhões foram as ruas pedir o que, mudanças.

O bolsa familia entre outras ações demagógicas são apenas instrumentos para manutenência de poder não mudanças reais e duradouras.

Nem é eu que afirmo isso,  o discurso passado recente da esquerda que não me deixa mentir, por décadas repetiram que programas sociais do mesmo molde da  bolsa familia não passava de demagogia.

Cidadania é saúde, educação e segurança com qualidade mais como custa muito caro, mais barato é dar esmolas para o povo.

Bolsa familia pode ate ser usada em face a emergência de atendimento por um periodo reduzido, caso contrário é perpetuar a dependência.

 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de Severino Fernandes
Severino Fernandes

Lula mudou mesmo o Brasil.

Mudou tanto que muitos estão indo às ruas pedir mais e não pedir menos. Pedir mais políticas públicas, e não o fim de políticas sociais (como o Bolsa Família ou o Pro-Uni, que tanto irritam os que detestam os pobres e menos ainda os pobres que ascendem socialmente).

Se alguém viciou o povo a querer mais (ainda bem...) esse alguém foi o presidente Lula. Aliás reconhecido aqui (exceto pelo 1% que o detesta - por puro preconceito ou ódio de classe) e no exterior como estadista preocupado com as causas sociais.

 
 
imagem de FMG
FMG

Ai!, que saudades do andrezinho...

 

FMG

 
imagem de JoaoMineirim
JoaoMineirim

 

 

 "Bolsa familia pode ate ser usada em face a emergência de atendimento por um periodo reduzido, caso contrário é perpetuar a dependência."  (carece de comprovação científica - apenas citar Veja como fonte não comprova afirmação)

 
 
imagem de EPx
EPx

Concordo que tem de acabar com o Bolsa Família... e colocar a renda mínima no lugar. Constitucionaliza um direito universal.

Não vejo porque BF ou RM seja tão incompatível como uma agenda de direita-libertária. Cuba tem libretta, que bem ou mal garante uma alimentação básica, nós temos a obrigação de fazer melhor que isto, até porque custa uma ninharia.

 
 
imagem de FMG
FMG

Não fala em Cuba que o aliancinha se empipoca todo! Pode até fechar a garganta, que perigo!!!

 

FMG

 
imagem de carlosc
carlosc

VOU PRAS RUAS: "PELO FIM DA PROTEÇÃO EM NUVEM DO BLOG!!!"

 
 
imagem de FMG
FMG

Hoje, escalaram o aliancinha pra fazer serão aqui no blog do Nassif... . Não esqueça que hora extra é mais caro, aliancinha!!!

 

FMG

 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Institucionalizaram o voto de cabresto.

 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de Spin in Progress1
Spin in Progress1

Pelo contrário, as pessoas se libertaram do voto de cabestro, não dependem do prefeito, tem o cartão e sacam diretamente no caixa eletrônico, votam em querem

 
 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Avatar, vc é inteligente o bastante para saber que não é assim.

Deixa de lado seu pragmatismo politico e seja mais honesto comigo e com vc.

 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de jucapastori
jucapastori

Explique, Aliança, eu não sou tão inteligente quanto vcs, por favor.

Como um direito garantido em lei passa a ser um instrumento para voto de cabresto?

As pessoas são coagidas a votar em partido A ou B para receber o 13º salário no fim de ano? Ou pra receber aposentadoria por invalidez? Em q partido devo me filiar pra receber auxílio desemprego?

Por favor, mostre sua lógica.

 
 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Em q partido devo me filiar pra receber auxílio desemprego?

No mais demagogo.

Aquele que te prometer tirar leite de pedra sem custo para vc.


 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de ArthurTaguti
ArthurTaguti

Concordo plenamente. O Bolsa Família deve ser constitucionalizado, assim como ocorreu com o benefício de prestação continuada (o chamado 'LOAS'). 

 
 
imagem de Lionel Rupaud
Lionel Rupaud

Estou curioso de saber a opinião dos que falam o dia todo da "bolsa-vagabundo" que é tão alta que os que recebem não querem trabalhar, fora os da "bolsa-esmola".

Gente não riam de mim, vivo em SP capital, e não tem reunião profissional ou de familia e/ou amigos que eu não tenha que ouvir isso! Preciso de um canto para desabafar!

Ontem numa reunião meu vizinho de mesa em 3 frases conseguiu a proeza de falar das "fazendas do lulinho" e do chavismo. Tive que me segurar para não perguntar "Que tal falar de Cuba, da Coreia do Norte, quiçá do Irã" (minha mulher não deixa e ela como sempre tem razão).

Af....

 
 
imagem de FMG
FMG

É complicado, Lionel... Até mesmo aqui no blog, daqui a pouco aparece alguém do baixo clero "indignando-se" com o "bolsa-vagabundagem"... e de consciência leve, se tivesse uma! E nem adianta falar dos inequívocos benefícios para a economia como um todo... . Para esse pessoal, trata-se apenas de levar adiante o confronto ideológico (isso quando não é meramente um misto de leviandade e ignorância)... .

 

FMG

 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Se ele falar em foro de São Paulo vc vai no pescoço dele.

 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de josé justino de souza neto
josé justino de souza neto

15 SEGUNDOS. RECORDE???

 
 
imagem de Marcia
Marcia

Nem perco meu tempo  com  esse pessoal da direita raivosa.

 

A verdade pode machucar mas é sempre mais digna.

 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

15s, do que esta falando?

Sei da desonestidade, má fé, má indole da esquerda mas esquizofrenia não estava na lista.

E mesmo que fosse 15s de sei lá qual crime cometido, patrulhar opinião alheia não é muito democrático.

 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de FMG
FMG

Olhaí, não falei que o baixo clero ia aparecer???

 

FMG

 
imagem de Spin in Progress1
Spin in Progress1

Garantir este direito sagrado aos brasileiros espoliados seria uma forma de assegurá-los de que se trata de uma obrigação do Estado, evitando-se assim que o terrorismo que vimos dias atrás espalhando o boato de que o benefício iria ser extinto, não se repita. O Bolsa Família é sim uma obrigação do Estado brasileiro, imagina só os 3 irmãos Marinho com seus 21 bilhões de reais no bolso ainda serem contra uma familia inteira receber um valor irrisório mas que é tudo: Não  lhes deixa morrer de fome e garante a educação dos filhos

 
 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

"aos brasileiros espoliados"

Qual deles os que pagam impostos espoliado pelo estado ou aqueles que recebem migalhas do estado para votar (comprar) na nova edição do coronelismo?


 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de Spin in Progress1
Spin in Progress1

Vivi numa região em que a pobreza era muito grande, lembro-me de velhinha com tuberculose que ficava o tempo todo sobre a cama, isso era início da década de 70, época do "milagre econômico". Na mesma rua morava a Dona Gertrudes, esta era cega e deficiente físico e, se a gente não fosse levar pelo menos um ovo de galinha para ela matar a fome, morria. Os filhos destas senhoras não estudavam. Não se faça de tonto.

 
 
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Prefiro morrer a ser digno de pena.

 

"Sou reacionário. Minha reação é contra tudo que não presta." Nelson Rodrigues.

 
imagem de Alaor Chaves
Alaor Chaves

AL, hoje você está ainda mais irritante e irracional do que é do seu hábito. O Estado provê benefícios especiais para os mais necessitados não por sentir pena deles. Faz isso porque qualquer pessoa minimamente contemporânea sente que a existência de seres humanos vivendo em estado de miséria em um mundo com recursos técnicos para garantir razoável bem estar a todos é um insulto à própria civilização. A existência de pessoas muito pobres não é uma fatalidade nem uma questão técnica: é uma questão política. O Bolsa Família consome apenas 0,4% do PIB brasileiro. Se a Constituição ditasse que uma fração do PIB, digamos 1%, fosse  destinada aos desprovidos, todos, até mesmo você e seus descendentes, sairiam ganhando. Cada criança que educarmos bem nos dará em volta muito mais que destinamos a ela e à sua família.

 

 
 
imagem de JoaoMineirim
JoaoMineirim

 Você diz isso  porque não está - e com certeza nunca esteve - em situação de vulnerabilidade, dependendo da ajuda de outras pessoas para sobreviver. Se algum dia passar fome extrema, sua necessidade de autoestima não será primordial.

 

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!